A história real do exercício que você ama odiar: o Burpee

Por Sheryl Dluginski

 Talvez você já tenha feito,e se lembre das aulas de educação física do colégio, ou talvez o seu personal ou instrutor da academia fez você fazer em circuitos de alta intensidade, ou talvez no Crossfit, mas de alguma forma você deve conhecer este exercício conhecido como o impulso de agachamento, suicídio ou o Burpee.

Comece de pé, agache-se, mude o seu peso para suas mãos e jogue os pés para trás e fique como uma prancha – a posição de partida para uma flexão de braço – depois puxe os pés para frente novamente entre as mãos, e fique em pé.

burpee

Faça alguns desses movimentos em série e sinta a sua frequência cardíaca acelerar e ativar os principais grupos musculares.

O Burpee é um exercício popular em muitos treinos desafiadores, do Crossfit para os intensivos de Jiu-Jitsu e outros esportes como o Triathlon. E até mesmo para os mais condicionados, é uma forma terrível e altamente eficaz de adquirir força, resistência e coordenação.

Como personal trainer e fanática por fitness, eu uso esse exercício regularmente, mas a minha ligação com ele é muito mais pessoal.

– Meu avô paterno, Royal H. Burpee foi o inventor do Burpee.

“Goog”, como ele era conhecido por mim, criou o exercício como a peça central de sua tese de doutorado em Fisiologia Aplicada na Universidade de Columbia em 1939. A única cópia remanescente de sua tese publicada, que detalha como e porque ele inventou a combinação única e poderosa de movimentos, está em uma das prateleiras do meu estúdio.

A minha família conta que “Nana Ella”, a esposa de Goog e minha avó, digitou cada rascunho do manuscrito de 150 páginas, queixando-se amargamente o tempo todo. Nana sempre disse que a criação da abundância de gráficos e tabelas usando a máquina de escrever era muito mais difícil do que fazer o exercício em si.

Depois de ler o livro, posso dizer que é bem seco e técnico, fascinante apenas para a perspectiva de um sério estudante de ciências do exercício. Mas o orgulho no reconhecimento que Goog recebeu por ter criado tal exercício amplamente utilizado sempre fez parte historia da nossa familia e desempenhou um papel significativo na minha paixão pelo fitness, bem como a minha escolha para o nome da minha empresa, Generations Fitness.

Recentemente, meu amigo Mike Allen comemorou na linha de chegada de seu primeiro Triathlon Iron Man em Lake Placid, NY, fazendo três Burpees, ostentando suas reservas respeitáveis de força e resistência. Quando o seu treinador postou um vídeo da linha de chegada no Facebook, Mike, sabia de que o meu nome de solteira é Burpee, mas desconhecia minha conexão com o exercício, ele postou no meu mural do Facebook.

Eu me pergunto se Goog pensaria nos atletas de CrossFit de hoje – nas 5 longas semanas dos CrossFit Games que são televisionados pela ESPN – que criaram todos os tipos de Burpee e eventos para confundir a mente e confrontar o corpo.

02-02

A versão básica do Burpee do CrossFit tem uma flexão de braço e um salto no final , mas mesmo com esta modificação não é muito difícil para a maioria dos WODs de CrossFit .

Se pesquisar na internet por Burpee e você encontrará vídeos de Burpee back flips (um Burpee, e um back flip), Burpee milha (um Burpee, e correr uma milha), e os treinos que combinam Burpees e Deadlifts (levantamento terra), Burpees e Overhead Press, e inúmeras outras combinações criativas que certamente iriam atordoar Goog hoje.

Alguns boxes de CrossFit usam o Burpee como castigo para manter seus alunos de acordo com as regras do box. Se um aluno não guardar os equipamentos ou chegar atrasado para a aula, todo o grupo tem que fazer 25 Burpees ou apenas este aluno, depende do box. O treinador, que inventou esta regra disse que ele e sua equipe escolheram os Burpees por causa de sua reputação.

Um box de CrossFit ainda incorporou o Burpee em um jogo de bebida  em uma festa beneficente da comunidade. Os participantes competem uns contra os outros para beber uma cerveja e completar 30 Burpees. Para beber a cerveja deve-se esperar 1 minuto a partir do ultimo Burpee. Tenho certeza Goog não teria aprovado esta aplicação de seu exercício.

O propósito de Goog na criação do exercício não foi encontrar a combinação mais covarde de ginástica que atormenta a busca por um corpo forte e equilibrado: era para criar uma maneira rápida e simples para avaliar o nível de aptidão física de um indivíduo. No final de 1930, em um momento em que a ciência do exercício era um campo aberto para avaliar os níveis de aptidão de pessoa comuns e não atléticas, e ainda não era de interesse para a maioria dos fisiologistas, Goog foi um pioneiro na avaliação física. Como diretor executivo de uma ACM (YMCA)em Nova York, ele estava interessado em encontrar uma maneira de medir rapidamente os níveis de aptidão novos alunos.

O que torna o movimento tão singular e exigente? De acordo com o livro de Goog, é a mudança rápida de posição exigida quando se passa de uma posição vertical, para uma posição horizontal, e voltar para uma posição que os onde a capacidade do coração de bombear o sangue de forma eficaz para acomodar o trabalho dos músculos. O teste de Goog envolveu a medição da frequência cardíaca de repouso do indivíduo quando em pé, assim como a mudança na frequência cardíaca de repouso de deitado para de pé, e depois cronometrar o movimento quatro vezes e calcular o tempo que levou para a frequência cardíaca voltar para a média de repouso após o exercício.

A época foi crucial para a história também de outra maneira. Os EUA entraram na Segunda Guerra Mundial, logo após a publicação, o Exército e a Marinha precisava de uma maneira rápida e simples para avaliar a aptidão física dos novos recrutas. Eles adotaram o movimento de Goog, realizados em 20 segundos e um minuto, respectivamente.

Um recente evento no CrossFit Games foi completar o máximo de Burpees possíveis em sete minutos. Os melhores resultados variaram entre 120 e 150.

Acho Goog ficaria orgulhoso e impressionado que o Burpee ainda está forte e vivo.

Sheryl Burpee Dluginski
Sheryl Burpee Dluginski

 

fonte: http://www.dnainfo.com/new-york/20130104/new-york-city/real-story-behind-exercise-you-love-hate-burpee

 

 

2 comentários Adicione o seu

Deixe uma resposta